sábado, fevereiro 28, 2009 

ÀS VEZES....


Às vezes as pessoas que amamos nos magoam, e nada podemos fazer senão continuar nossa jornada com nosso coração machucado.

Às vezes nos falta esperança, mas nem sempre alguém aparece para nos confortar.

Às vezes o amor nos machuca profundamente, e vamos nos recuperando muito lentamente dessa ferida tão dolorosa.

Às vezes perdemos nossa fé, então descobrimos que precisamos acreditar, tanto quanto precisamos respirar, é nossa razão de existir…

Às vezes estamos sem rumo, mas alguém entra em nossa vida, e se torna o nosso destino.

Às vezes estamos no meio de centenas de pessoas, e a solidão aperta nosso coração pela falta de uma única pessoa.

Às vezes a dor nos faz chorar, nos faz sofrer, nos faz querer parar de viver, até que algo toque nosso coração, algo simples como a beleza de um por do sol, a magnitude de uma noite estrelada, a simplicidade de uma brisa batendo em nosso rosto, é a força da natureza nos chamando para a vida.

Você descobre que as pessoas que pareciam ser sinceras e receberam sua confiança, te traíram sem qualquer piedade.

Você entende que o que para você era amizade, para outros era apenas conveniência, oportunismo.

Você descobre que algumas pessoas nunca disseram eu te amo, e por isso nunca fizeram amor, apenas transaram, descobre também que outras disseram eu te amo uma única vez e agora temem dizer novamente, e com razão, mas se o seu sentimento for sincero poderá ajudá-las a reconstruir um coração quebrado.

Assim ao conhecer alguém, preste atenção no caminho que essa pessoa percorreu, são fatores importantes:
a) a relação com a família,
b) as condições econômicas nas quais se desenvolveu (dificuldades extremas ou facilidades excessivas formam um caráter),
c) os relacionamentos anteriores e as razões do rompimento,
d) seus sonhos, ideais e objetivos.

Não deixe de acreditar no amor, mas certifique-se de estar entregando seu coração para alguém que dê valor aos mesmos sentimentos que você dá; manifeste suas idéias e planos, para saber se vocês combinam, esteja aberto a algumas alterações, mas jamais abra mão de tudo, pois se essa pessoa te deixar, então nada irá lhe restar.

Aproveite ao máximo seus momentos de felicidade, quando menos esperamos iniciam-se períodos difíceis em nossas vidas.

Tenha sempre em mente que às vezes tentar salvar um relacionamento, manter um grande amor, pode ter um preço muito alto se esse sentimento não for recíproco, pois em algum outro momento essa pessoa irá te deixar e seu sofrimento será ainda mais intenso, do que teria sido no passado.

Pode ser difícil fazer algumas escolhas, mas muitas vezes isso é necessário, existe uma diferença muito grande entre conhecer o caminho e percorrê-lo.

Não procure querer conhecer seu futuro antes da hora, nem exagere em seu sofrimento, esperar é dar uma chance à vida para que ela coloque a pessoa certa em seu caminho.

A tristeza pode ser intensa, mas jamais será eterna.

A felicidade pode demorar a chegar, mas o importante é que ela venha para ficar e não esteja apenas de passagem, como acontece com muitas pessoas que cruzam nosso caminho.

Luis Fernando Veríssimo

Etiquetas:

segunda-feira, fevereiro 16, 2009 

Educação...



“A educação, sabe-se, é o mais poderoso factor do progresso, pois contém em gérmen todo o futuro.

Mas, para ser completa, deve inspirar-se no estudo da vida sob suas duas formas alternantes, visível e invisível, em sua plenitude, em sua evolução ascendente para os cimos da natureza e do pensamento.”


Léon Denis.

In: O problema do ser, do destino e da dor

Etiquetas:

sábado, janeiro 03, 2009 

Ante o novo ano



Ao finalizar o ano 1900, muitos pensadores argumentavam que o raiar do século XX marcaria o fim da fase religiosa da História.
Mas cá estamos, no século XXI e a mensagem do Cristo está bem viva e forte no pensamento e no coração de incontáveis pessoas.
Voltaire, escritor francês do século XVIII, imbuído desse espírito cristão, teve oportunidade de produzir excelentes peças de caráter religioso.
Hoje, neste início de mais um ano, é importante revermos tais escritos que nos remetem a uma profunda fé em Deus.
Exatamente aquele Deus que Jesus nos revelou como o Pai de todos nós. Um Pai que ama e por amor nos sustenta os dias.
Deus de todos os seres, de todos os mundos, de todos os tempos. Se é permitido a frágeis criaturas, não percebidas para o resto do Universo, atrever-se a Te pedir algo, a Ti, que tudo nos tens dado;
A Ti, cujos decretos são imutáveis e eternos;
Olha com piedade os erros de nossa natureza. Que esses erros não sejam calamidades.
Afinal não nos deste o coração para nos aborrecer e as mãos para nos agredir.
Faze com que nos ajudemos mutuamente a suportar o fardo de uma vida penosa e fugaz.
Que as pequenas diferenças entre os trajes que cobrem nossos frágeis corpos, entre nossas insuficientes linguagens,entre nossos ridículos usos, entre nossas imperfeitas leis, entre nossas insensatas opiniões, entre nossas condições tão desproporcionadas aos nossos olhos e tão iguais diante de Ti;que todos esses matizes, enfim, que distinguem os átomos chamados homens, não sejam sinais de ódio e de perseguição.
Que aqueles que acendem velas em pleno meio-dia para Te celebrar, tolerem os que se contentam com a luz de Teu sol.
Que os que cobrem seus trajes com tela branca para dizer que devemos amar, não detestem os que fazem o mesmo sob uma capa de lã negra.
Que seja igual adorar-Te em dialeto formado de uma língua antiga e em uma recém-formada.
Que todos os homens se recordem de que são irmãos!
Se os açoites da guerra forem inevitáveis, dá-nos condições de não nos desesperarmos.
Que não nos destrocemos uns aos outros em tempos de paz.
Que empreguemos o instante de nossa existência em bendizer em milhares de idiomas, desde o Sião até a Califórnia, Tua bondade que nos concedeu este instante.


* * *


Originados da mesma fonte, amparados pelo mesmo Pai, todos os homens somos irmãos.
Se as fronteiras nos dividem em países e nações, se os idiomas nos criam dificuldades de comunicação, se as distâncias nos impedem de nos entrelaçarmos, a vibração da fraternidade deve vigorar em nossos corações.
Todos fomos criados por amor, somos filhos da Luz e destinados à Luz.
Por ora, e somente por agora, nos situamos em painéis diferentes. Mas um dia, além do corpo, transcorrido todo o caminho, todos chegaremos ao mesmo fim. A Casa do Pai. A perfeição.

Redação do Momento Espírita com base em escritos de Voltaire. Em 01.01.2009.

 

Sonhe com aquilo que você quiser

Seja o que você quer ser, porque você possui apenas uma vida e nela só se tem uma chance de fazer aquilo que quer.
Tenha felicidade bastante para fazê-la doce.
Dificuldades para fazê-la forte.
Tristeza para fazê-la humana.
E esperança suficiente para fazê-la feliz.
As pessoas mais felizes não têm as melhores coisas.
Elas sabem fazer o melhor das oportunidades que aparecem em seus caminhos.
A felicidade aparece para aqueles que choram.
Para aqueles que se machucam.
Para aqueles que buscam e tentam sempre.
E para aqueles que reconhecem a importância das pessoas que passam por suas vidas.

Clarice Lispector

segunda-feira, março 24, 2008 

Mensagem da Paz

MENSAGEM DA PAZ

Minha última mensagem, pela Páscoa de 1933, XIX Centenário da morte de Cristo, dirigida, em dois momentos aos Cristãos e aos homens de boa vontade, foi minha derradeira palavra naquele ciclo de preparação e esperança.


Já se encontram amadurecidos muitos acontecimentos ali preanunciados.

Até junto de vós retorno, nesta Páscoa de 1943, após dez anos, na violenta constrição de uma dor que parecia impossível e, no entanto, se tornou realidade; venho trazer conforto aos homens e aos justos, aqueles que crêem. Venho dizer, no seio tumultuoso da destruição universal, a equilibrada palavra de paz. É esta, por isso, a mensagem da paz.

Tende fé e a fé vos fará superar todas as provas. Deus as permite para que aprendais a usar de vossa liberdade e não para vossa destruição. Não vos desgarreis no caos, que é só aparente. Imersos como estais no pormenor, na aflição, na fadiga, não enxergais e não compreendeis o bem que existe além da aparência do mal.

Deus, no entanto, invisível e onipresente, está ao vosso lado, caminha convosco, acompanha os vossos passos e vos guia; sempre vos provê, além da aparente desordem, com a ordem imensa e eterna de Suas sábias leis. Sua mão se inclina para o humilde, para o fraco, para o vencido, a fim de erguê-lo de novo. Que vos conforte esta afirmação de uma divina lei de justiça acima da lei humana da força.

Diante de dois caminhos vos deixei e fizestes a escolha. O mundo tem a prova que livremente desejou.

Desde que vos deixei, o mundo tem percorrido velozmente o caminho da História. O mais profundo caminho e a mais proveitosa lição se encontram na dor, escola e sanção de Deus.

Repousareis. Assim é necessário, a fim de que os resultados do esforço desçam em profundidade e sejam assimilados. Não vos detenhais, no entanto, nos pormenores do momento ou do caso particular, que não constituem toda a vida. Esta se encontra nas grandes trajetórias de desenvolvimento da Lei, em que se exprime o pensamento de Deus.

Somente se vos elevardes encontrareis a verdade universal, imóvel no movimento, a justiça perfeita. Somente se vos transportardes acima das contingências do momento e do lugar, achareis a completa liberdade, a tranqüilidade do absoluto, a paz que está acima da vitória ou da derrota, a verdadeira paz, tão distante das coisas humanas.

Elevar-se é a grande meta da vida — elevar-se pelos caminhos do espírito — e esse trabalho, sempre possível e livre, pode ser seguido e levado a termo, em qualquer época ou lugar. Ninguém, em nenhum caso, pode tolher a liberdade de vos construirdes a vós mesmos, avançando assim em qualidade e poder. E esta ascese é o que mais importa; é para atingi-la que sofreis as provas da vida.

Após cada curva da História, obtém-se seu sumo, sua verdadeira colheita, que é a ascensão.

As verdadeiras riquezas não se encontram fora de vós: estão em vosso íntimo e são elas que vos fazem mais poderosos e felizes. São os vossos bons predicados, que nunca se perderão; e não vossas posses materiais, que hão de desaparecer.

Qualquer que seja o turno de vencedores ou vencidos, suceder-se-ão, como vaga após vaga, as multidões dos que sofrem e dos que gozam; e o triunfo pode ser instrumento de perdição e a desventura, de ressurreição. Nenhuma vida, como nenhuma força, pode ser anulada; tudo sobrevive, transformando-se. Substancialmente, a guerra a ninguém destrói.

Minha palavra, que está acima do mundo e de suas lutas, diz, repetindo a lei de Deus que rege a vida: ai de quem possuindo apenas a superioridade da força, dela abusa, esquecendo a justiça. Tudo é compensado na Lei e se paga com longas reações sucessivas, de ódios e vinganças.

A palavra do equilíbrio ensina ao vencedor que não é lícito abusar da vitória, pois, por isso, se paga; e indica ao vencido os caminhos do espírito, em cuja liberdade é possível restaurar as próprias forças em face de qualquer escravidão exterior. O primeiro acomete as fronteiras naturais da força, o segundo nas privações encontra a liberdade.

Voltará o sol a brilhar e a vida florescerá de novo, após a tempestade. É lei de equilíbrio. O que importa, sobretudo, é que aprendais a lição. Recordai: que cada um guarde, na profundeza do espírito, com o poder de uma convicção, de uma qualidade adquirida, o fruto de tantas provações. E que a nova floração da vida não irrompa numa algazarra louca de carne satisfeita, numa orgia de matéria triunfante.

O escopo da guerra e o conteúdo da vitória não se acham no triunfo material, mas num triunfo no espírito, numa nova civilização.

Ai de vós, se não houverdes aprendido a dura lição e não mudardes de roteiro. Se, em vez de subirdes pelos caminhos do espírito, voltardes a palmilhar as velhas estradas, haveis de recair sob as mesmas dolorosas conseqüências, cada vez mais graves.

Minha voz é universal e se desvia das dissensões humanas. Tem às vezes, no entanto, necessidade de descer. Diz-se, então com escândalo: Deus é parcial. Mas existe uma balança, um reflexo de justiça, uma ordem também na História e nela devem atuar.

A imparcialidade absoluta seria indiferença e ausência de Deus. A justiça e a ordem, que são os princípios do ser, devem descer também á Terra e aí operar, pesando sobre o mal e vencendo-o, no choque das forças.

De outro modo, Deus estaria somente no céu, e não presente e ativo também no mundo, entre vós, no meio de vossas lutas. Estas são guiadas por Ele, a afim de que não se reduzam a absoluta destruição e caos, mas sejam instrumento de construção e de bem. Ele os guia para que as provas e as dores do mundo redundem no fruto que é a ascensão de espírito, objetivo de vida.

Deixo-vos, por isso, para conforto dos justos, estas verdades: o vosso esforço, mesmo que não possa ser senão individual e isolado, quando é puro e sincero e se dirige ao supremo escopo da elevação espiritual, também se encontra na trajetória da vida. E, por isso, protegido e encorajado, porque essa é a trajetória ordenada pela lei de Deus. Por essa mesma lei, segundo a qual o universo está construído e que lhe regula o funcionamento orgânico, as forças do mal, embora todas as dificuldades e resistências, jamais poderão prevalecer sobre as forças do bem.

É fatal, pois, o triunfo final do espírito e no espírito vencereis. Essa vitória vale a imensa dor que é seu preço.

Amplamente já está sendo executado o plano divino da vida.


Pietro Ubaldi - Escrita na Noite de Quinta-feira Santa, no Monte de Santo Sepulcro, diante de Ver na - Páscoa de 1943

sábado, março 08, 2008 

MULHER


MULHER

Humberto Rodrigues Neto


Eu creio, isento de engano,
Me orgulho, vibro, me ufano
E aposto com quem quiser
Que toda data é importante,
Mas delas a mais galante
A mais linda e mais marcante
É mesmo o "Dia da Mulher"!


Mãe, irmã, esposa e amante,
Quem não se curva diante
Da sua meiguice e candor?
Sendo tudo ao ser um nada,
Ela é um misto de anjo e fada,
Fusão de noite e alvorada,
Mescla de estrela e de flor!


Cabelos vestindo os ombros,
Flor a se abrir entre escombros,
Lábios rindo em rosicler...
Tudo nelas é formoso,
O seu sorriso é charmoso,
E até Deus anda orgulhoso
Por ter criado a Mulher!

--- o0o ---


Emoticons GRATUITOS para seu e-mail – do IncrediMail! Clique aqui!

quinta-feira, março 06, 2008 

Um novo olhar sobre a Depressão... A visão de Espiritualidade




Um novo olhar sobre a Depressão... A visão de Espiritualidade

Zilda Moretti Psicologia Transpessoal

artigo gentilmente cedido para cópia pela Dra.Zilda Moretti
psicóloga da ABRAPE-Associação Brasileira de Psicólogos Espíritas
URL: http://www.promaster.com.br/abrape/
Email:abrape@promaster.com.br

Segundo Wiesel, escritor judeu do livro "Almas de Fogo", quando morremos e vamos para o céu e lá encontramos o nosso criador ele não irá nos perguntar por que não nos tornamos um messias ou porque não descobrimos a cura para isso ou para aquilo? A única coisa que nos será perguntada neste momento tão precioso é: porque você não se tornou você?

É! Essa é a sua principal responsabilidade! Pois, se não fosse, porque você seria tão incrivelmente singular?

Todo mundo é diferente!

Todo mundo tem alguma coisa a dar que ninguém mais no mundo tem... todo mundo tem uma contribuição a fazer...

Será que isto já não seria o suficiente para você se entusiasmar por você mesmo?

Mas, porque em nosso mundo existem tantas pessoas que não reconhecem sua importância e acabam sofrendo de depressão?

A depressão se caracteriza por uma mudança no estado de ânimo de seu portador. Ela consiste no surgimento de um sentimento generalizado de tristeza que varia de grau, passando por um sentimento de desalinho moderado até o mais intenso desespero.

Ela pode durar poucos dias ou estender-se por semanas, meses e até anos.

Os psiquiatras consideram a depressão juntamente com a ansiedade e a angústia como fazendo parte dos distúrbios da afetividade e também os relacionam com situações de perda real ou simbólica.

A tristeza faz parte de nossa condição humana e não há quem não tenha sofrido por ela; por isso é importante não confundir estados passageiros de melancolia com a depressão a que nos referimos acima.

Nas situações de perda real citamos como exemplo: perda de emprego, do status social, morte de um ente querido, fim de um relacionamento amoroso, dentre outros que podem levar a pessoa a apresentar um quadro depressivo.

É importante ressaltar que quando a perda for somente simbólica a sensação em questão, pode advir de um sentimento de decepção em relação aos outros ou até mesmo em relação a si própria, acarretando em um rebaixamento de sua auto-estima.

Todos nós temos um limiar para suportar a dor, o sofrimento, a frustração sem que algo mais grave nos aconteça, porém, este limite parece estar muito relacionado com o nosso grau de coesão interior. E aqui incluímos mais um fator importante de análise nos quadros depressivos que temos atendido em nosso espaço clínico: A Espiritualidade!

Temos observado em nossa prática terapêutica que as pessoas que mais sofrem de depressão, são aquelas que atualmente, estão em crise ou refletindo sobre as questões ligadas à espiritualidade. Nos parece que o conjunto de crenças e valores que norteavam suas vidas até o momento não estão mais dando conta de responder as suas inquietações interiores, principalmente aqueles aspectos relacionados as perdas reais a que nos referimos anteriormente.

A Doutrina Espírita através de sua codificação nos dá os alicerces seguros para o entendimento da sintomatologia depressiva. Sabemos que as atitudes, pensamentos, sentimentos e certas viciações que não conseguiram ser transformados numa existência serão objeto de trabalho do ser em reencarnações futuras através da dor psíquica, neste contexto entendida como depressão.

A doença é o resultado do desequilíbrio energético do corpo físico em razão da fragilidade emocional do espírito que o aciona.

Entendemos que a ajuda especializada, a psicoterapia aliada em muitos casos à medicação homeopática ou até mesmo alopática é de extrema importância, porém não podemos mais ignorar como cientistas do comportamento humano os demais fatores que podem estar associados aos quadros psicopatólogicos depressivos.

Quando Ciência e Religião passarem a andar de mãos dadas novamente nossa compreensão em termos das doenças que afligem os seres humanos será bastante diferenciada e com certeza nossa ajuda poderá ser mais efetiva para todos aqueles que nos procuram enquanto terapeutas.

Jesus, o maior psicoterapeuta da humanidade nos deixou como legado um dos maiores tratados de psicologia já vistos: O Livro dos Espíritos, O Livro dos Médiuns e o Evangelho Segundo o Espiritismo, codificadas pelo ilustre professor lionês Allan Kardec.

Estas obras se bem analisadas e estudadas nos permitirão fazer uma nova leitura sobre temas como este, que aqui apresentamos.

Gostaríamos de lembrar que esta nova abordagem tem sido uma preocupação de muitos cientistas encarnados e que se dedicam ao estudo multidimensional do ser humano não só no Brasil, como na Europa e Estados Unidos.

Finalmente, acreditamos que o melhor remédio para as doenças de uma forma geral é a busca de integração entre o corpo, a mente e o espírito. E esta busca deve ser feita através do estudo e da fé raciocinada associada ao amor, o amor por si próprio e por seu semelhante.

Nunca perca de vista o amor! Ele é uma dádiva incrível!

E para finalizar faço minhas as palavras de um dos grandes estudiosos sobre o amor , o conferencista Léo Buscaglia que nos fala desta magia do amor que pode curar até a depressão:

"Gosto de pessoas que acreditam que no dia de seu nascimento recebem o mundo de presente. É! Numa caixa!!! Porém, fico assustado ao ver que algumas pessoas não se dão sequer ao trabalho de desatar a fita que esta amarrando a caixa. Abra a caixa! Arranque a tampa! Você vai acabar descobrindo que ela está repleta de amor, magia, vida, alegria, assombro, dor e lágrimas. Todas essas coisas que fazem parte de nossa existência humana. Não apenas as coisas realmente felizes. Não podemos ser felizes o tempo todo - não dá! Mas isto é o que é a vida de todos nós. Não é empolgante? Entre nessa caixa e você nunca se arrependerá".

Você é o melhor de você!

Você tem em você todos os recursos para se curar, e é isso que você vai ter que fazer "agora" mesmo!

(Zilda Moretti é psicóloga, psicoterapeuta com abordagem Transpessoal, mestre em Psicologia da Educação e do Desenvolvimento Humano pela Universidade de São Paulo e doutoranda em Sociologia das Religiões pela mesma Universidade)

segunda-feira, fevereiro 18, 2008 

AFLIÇÕES



AFLIÇÕES

Multiplicam-se as aflições no mundo, agigantando os corações humanos.

Algumas invitam à superação, todas, porém, com finalidade depurativa, para quem lhes suporta a presença.

Nem todos os homens, porém, logram entendê-las, a fim de conduzi-las conforme seria o ideal.

Em razão disso, há aflições que anestesiam os sentimentos, como outras que desarticulam o equilíbrio, levando a alucinações e resultados infelizes...

Os aflitos tropeçam nos campos da ação redentora, e porque tresvariados pelo inconformismo e pela rebeldia, agridem e são agredidos.

Não obstante, as aflições atuais têm as suas nascentes nos actos passados, próximos ou remotos de cada ser e da sociedade em geral, que devem ser reparados.

A oportunidade da aflição é bênção, porque objetiva reeducar e propiciar crescimento a quem lhe recebe a injunção.

Os que, todavia, não lhe aceitam a condição, perdem o ensejo redentor.

Jesus anunciou que são "bem-aventurados os aflitos", não, porém, todos os aflitos, porque somente aqueles que lhe recebem o impulso iluminativo, são os que logram alar-se no rumo dos Altos Cimos.

A aflição pode destinar-se ao mister de prova ou de expiação.

A prova avalia, examina, promove.

A expiação trabalha, reeduca, resgata.

A prova não tem, necessariamente, uma causa negativa, porquanto pode também representar um apelo do Espírito para granjear títulos de enobrecimento, depurando-se a pouco e pouco.

A expiação tem a sua gênese no erro, impondo-se como condição fundamental para a quitação de débitos contraídos.

A prova é de escolha pessoal, enquanto a expiação é inevitável e sem consulta prévia.

Bendize as tuas provas e elege a ação do bem como técnica de crescimento para si mesmo.

Agradece as expiações, por mais ásperas se te apresentem, porquanto elas te propiciam a conquista do equilíbrio perdido, auxiliando-te a recompor e a reparar.

Seja qual for o capítulo das aflições em que estagies, reconforta-te com a esperança, na certeza de que, suportando-as bem, amanhã elas te constituirão títulos de luz encaminhados à contabilidade divina, que então te alforriará da condição de preceito e devedor, conduzindo-te à plenitude da paz, completamente liberado.

[Joanna de Ângelis]
[Divaldo Franco]
[Alegria de Viver]
[Editora LEAL]



Emoticons GRATUITOS para seu e-mail – do IncrediMail! Clique aqui!

quarta-feira, dezembro 26, 2007 

Neste Natal


Neste Natal permite que o amor de Jesus te irrigue o coração e verta em direção daqueles para os quais Ele veio, os nossos irmãos sofredores da Terra.

Faze-mais:
deixa-O renascer na tua alma
e agasalha-O
para que Ele siga em ti
e contigo
por todos os dias da tua vida.

Joanna de Ângelis



Animações GRATUITAS de Natal para seu e-mail – do IncrediMail!     Clique aqui!

quinta-feira, dezembro 20, 2007 

Porque é Natal


Porque é Natal!!

Senhor,

A Tua voz é o som perfeito que me embala o ser, e que me faz ouvir o murmúrio tranqüilizante dos astros.

O Teu olhar é como o brilho solar, que me aquece a alma fria, marcada pelo desalento e pela desesperança, nessa dura marcha para a elevação.

As Tuas mãos representam para mim o divino apoio, amparo que me impede de tombar, fragilizado como estou, nos rumos em que me vejo, ante a necessidade de subir.


As Tuas pegadas indicam-me as trilhas por onde devo me orientar nessa ausência de bússola moral com o entorpecimento da ética, quando desejo ir ao encontro de Deus.


As Tuas instruções, Jesus Nazareno, mapeiam para mim o território da paz, ensejando-me clareza para que saiba onde me encontro e como estou, para que não me perca nessa ingente procura dos campos de amor e das fontes de paz.


Os Teus silêncios falam-me bem alto a respeito de tudo o que devo aprender e operar nos recônditos de minh´alma, aprendendo tanto a falar quanto a calar, sempre atuando na construção do mundo rico de fraternidade que almejamos.


Agora, quando me ponho a meditar sobre tudo isso, meu Senhor, desejo exalçar o Teu nome, por toda a minha omissão dos milênios afora, embora a Tua paciente e dúlcida presença junto a mim.

Já é Natal na Terra, Jesus!


E porque é o Teu Natal, busco em Tua luz desfazer as minhas sombras; procuro em Tua assistência superar minhas variadas necessidades; quero no Teu exemplo de trabalho atender os meus deveres.


Porque é o Teu Natal, anseio por achar na Tua força a coragem de superar os meus limites; desejo ver na Tua entrega total a Deus o reforço para minha fidelidade ao bem e, na Tua auto-doação à vida, anelo tornar-me um servidor; no culto do dever que Te trouxe ao mundo, quero honrar o meu trabalho.


No Teu Natal, que esparge claros jorros de amor sobre o planeta, quero abrigar-Te no imo do meu coração convertido numa lapa bem simples, para que possas nascer em mim, crescer em mim e atuar por mim.


E, na magia do Natal, vibro para que minhas ações permitam que o Teu formoso Reino logo mais possa alojar-se aqui, no mundo, e que cheio de júbilo n´alma eu possa dizer que Te amo, que Te busco e que Te quero seguir, apesar da simplicidade dos meus gestos e do pouco que tenho para dar-Te, meu doce Amigo, meu Senhor.


Ivan de Albuquerque

Mensagem psicografada pelo médium Raul Teixeira, em 24.9.2007, na Sociedade Espírita Fraternidade, em Niterói-RJ.


Nascer, Morrer, Renascer ainda e progredir sem cessar, Tal é a lei. (Allan Kardec)



Animações GRATUITAS de Natal para seu e-mail – do IncrediMail!     Clique aqui!

domingo, dezembro 09, 2007 

AGRADECIMENTO


AGRADECIMENTO

Seja qual for a ocorrência que te surpreenda, concitando-te ao júbilo ou à aflição, dá graças.

Não te olvides do valor da gratidão nos passos da vida.

A cada instante estás chamado ao reconhecimento pelas concessões que te enriquecem em experiências, em iluminação, em saúde, em paz e não apenas ante os valores transitórios das moedas e dos títulos que muito se disputam na Terra.

Não te impeças a emoção do reconhecimento, a exteriorização dos sentimentos da gratidão.

Há pessoas que, não obstante a elevação de propósitos, se sentem constrangidas, angustiando-se sem encontrarem a forma de expressar as graças de que estão possuídas. Outras acreditam que não se faz necessário apresentar ao benfeitor os protestos de
reconhecimento, porque são mais valiosos os que se demoram silenciados.

Não têm a razão os que assim pensam e agem.

Uma palavra de bondade ou uma frase simples, porém imantada pela unção da sinceridade, estimula e alegra quem a recebe, concitando a novos cometimentos, à
continuação dos gestos de enobrecimento e amor.

Embora quem se faz útil e goste de ajudar não se deva prender à resposta do beneficiado, não há porque se desconsidere o dever do amor retributivo.

O amor que enfrenta a hostilidade e a transforma ressurge como compreensão no agressor, assim retribuindo a afeição recebida.

Agradece, desse modo, as coisas que te cheguem, como sejam e de que se constituam. Favores divinos objetivam tua felicidade.

Se defrontas problemas, agradece a oportunidade — desafio para a luta pela paz.

Se tropeças na incompreensão, agradece o ensejo de provar a excelência dos teus sentimentos.

Se despertas na enfermidade, agradece a concessão do sofrimento purificador.

Se recebes bondade e afeição, agradece a dádiva para o esforço evolutivo.

Se colhes alegria e saúde, agradece o tesouro que deves aplicar nas finalidades superiores da vida.

O espinho, o pedregulho, chamam a atenção do viandante para o solo por onde transita; o aguilhão impele à rota correta; o testemunho de qualquer condição revelas as qualidades íntimas.

Gratidão é sentimento nobre — cultiva-o para próprio bem.

O sol aquece, a noite tranqüiliza, a chuva alimenta, o adubo fertiliza, a poda revigora — tudo são bênçãos da vida.

Agradece sem cessar as doações divinas que fruis e esparze gratidão onde estejas, com quem te encontres, diante de tudo que recebas ou que te aconteça.

[Joanna de Ângelis]
[Divaldo Franco]
[Leis Morais da Vida]
[Editora LEAL]



Animações GRATUITAS de Natal para seu e-mail – do IncrediMail!     Clique aqui!

quinta-feira, novembro 01, 2007 

Quem tem medo da morte? (artigo de reflexão - afinal estamos nos finados)


Por sugestão da Igreja Católica, no Brasil, em tempos passados, ficou determinado o 2 de novembro como o dia de reverenciar os mortos, por decreto das autoridades nacionais, que oficializaram o evento, tornando-o feriado.

Dia de Finados... De Finados? Não! De espíritos, vivos, tanto quanto nós, que se desposaram do invólucro carnal e adentraram em outra dimensão, a espiritual. Assim, a doutrina espírita transforma completamente a perspectiva ante o porvir. A vida futura deixa de ser uma mera hipótese para se transformar em realidade, palpável, vívida.

O estado das almas depois da morte não é mais um simples sistema teórico, mas o resultado da observação de que a vida continua e que continuamos a ser exatamente aquilo que éramos enquanto vivos.


A experimentação científica, por sua vez, fundada nos fenômenos espíritas, se repete a cada sessão mediúnica, em que os ex-mortos vêm declinar suas considerações, atestando sua condição de imortalidade.

Eles vêem, sentem, vivem... Conforme o modo de encarar a vida - enquanto estavam na Terra, seus gostos e crenças - será seu despertar na espiritualidade. Por isso, a grande dificuldade de alguns espíritos em aceitar a realidade, ao encontrar um estado de coisas completamente diferente daquele cenário pintado pela maioria das religiões e filosofias morais de todos os tempos.


Assim, ergue-se o véu: o mundo espiritual - segundo a idéia espiritista - aparece-nos na plenitude de sua realidade prática. Não foram os homens da ciência materialista que o descobriram; tampouco os escritores imaginaram sua constituição, em livros de ficção científica; foram os próprios habitantes deste mundo que vieram nos descrever sua situação: eles ocupam diferentes graus de evolução na escala espiritual, desfilam suas peripécias e seus feitos além- túmulo, suas fases de felicidade e de desgraça.

O ensino dos espíritos nos dirige à serenidade e à tranqüilidade para se encarar a morte como um fenômeno de transformação... Da crisálida que rompe o casulo e alça seus primeiros vôos, a esperança se transforma em certeza: a vida futura é a continuação da atual, certamente em melhores condições, caso nos esforcemos para tal. Essa a lógica espírita, fundada na justiça e na bondade de Deus, correspondendo às legítimas aspirações da humanidade terrena.


O Dia de Finados é, então, o dia dos vivos que, pela mediunidade, estão próximos de nós, numa realidade transcendente à qual todos pertencemos.

Publicado no Jornal
"A Notícia", de Joinville (SC), em 1 nov. 2007.

(*) Marcelo Henrique Pereira, Mestre em Ciência Jurídica, Presidente da Associação de Divulgadores do Espiritismo de Santa Catarina e Delegado da Confederação Espírita Pan-Americana para a Grande Florianópolis (SC) [Photo]

Com esta mensagem eletrônica
seguem muitas vibrações de paz e amor para você --------- http://aeradoespirito.sites.uol.com.br/

sábado, outubro 06, 2007 

Basta de ansiedade e stress!



Dicas para driblar a Ansiedade e o Estresse



Desintoxique-se: pratique a alimentação desintoxicante diariamente, fazendo uso dos sucos desintoxicantes uma ou mais vezes por dia, sendo o primeiro em jejum logo ao levantar. Desta forma já fica declarado: desejo tomar este banho interno diariamente, favorecendo assim que todo o meu organismo se alivie de toda a carga tóxica que existe em mim. Seja físico, emocional, psicológico ou até mesmo espiritual.

Alongue-se
: já temos falado sobre os benefícios da atividade física como um excelente antídoto para a ansiedade e o estresse. Agora, uma esticada de cinco minutos antes de dormir pode fazer maravilhas pelo sono. Exercícios simples e rápidos dão uma mão para que o corpo comece a se desligar das tensões.



O ritmo da vida: as leis naturais obedecem a um ritmo. Existe hora para acordar, se alimentar, trabalhar e relaxar. O organismo gosta de rotinas e elas podem favorecer no combate à ansiedade fora dos trilhos. Quanto mais regular o horário das refeições, melhor a digestão e o aproveitamento dos alimentos, tão fundamental num organismo debilitado.


Faça arte: ela nos ajuda a expressar emoções bloqueadas, trazendo alívios e soluções. Cerque-se de cores, papéis, pincéis, tesoura, massinha e deixe a sua criança se divertir e brincar. Faça colagem ou risque e rabisque mandalas. Seja o que fôr, permita que seja catártico e divertido. Chore, ria, dance e cante, pois tenha certeza que seus males serão espantados.


Fique só: experimente ficar por um tempo escutando e dando atenção somente para vpcê. Não deixe ninguém importuná-lo. Então, use esse momento precioso para o que quiser: refletir sobre a vida, ouvir música, ver fotos. Desligue o telefone, computador e tranque o quarto. O importante é dedicar-se a você.


Pratique yoga, tai chi chan ou alguma prática oriental
: sem risco de se machucar, você ainda reaprende a respirar, meditar e flexibilizar todas as suas couraças musculares.


Receba massagem
: pode ser shiatsu, ayurvédica, relaxante, enfim, aquela que lhe permite relaxar e sair renovado. Coloque na sua agenda: 1 vez/semana e não abra mão deste carinho/presente para você mesmo.


Valorize bons momentos
: tenha a gratidão de ter sempre por perto de seus pensamentos recordações de bons momentos, quando a felicidade ocupou todos os seus espaços. É Responsabilidade nossa mudar os pensamentos destrutivos e negativos e colocar no lugar os bons pensamentos. Faça uma lista destes momentos e use-os toda vez que vierem aqueles filmes repetitivos que não constroem NADA de bom para a sua vida.


Sem exagero: a ansiedade gosta de transformar copos de água em tempestades. Neste momento, rir é o melhor remédio, porque sinceramente, é patético pensar que um copo de água vai alagar e submergir sua vida.


Pega leve: todo mundo tem o direito de errar ou de cometer uma gafe de quando em vez. Exesso de controle e perfeição só serve para FRUSTRAR e deprimir. Nunhum coração agüenta isso. Tente ser mais seu amigo, mais condescendente, mais tolerante e mais LIGHT.


Busque contato com a natureza: ela faz um fio terra e descarrega você de tudo que está descompensado. Portanto, caminhe descalço na terra, na praia, tome banho de mar ou cachoeira, abrace árvores, admire o horizonte, a copa das árvores, o vôo e o canto dos pássaros. Vá gandaiar no mato.


Terapia do Riso
: existe o ditado que afirma "Rir é o melhor remédio". Cientistas, médicos e terapeutas já não têm mais dúvidas. Procure assistir "pegadinhas", o Chaves, o Chaplin, os Doutores da Alegria, ler, ouvir e contar piadas, enfim, busque transformar seus pensamentos e atitudes praticando este hábito super-sábio e saudável de RIR. Ele irá fortalecer seu organismo e elevá-lo, para assim você poder perceber as dificuldades a partir de uma nova perspectiva, uma nova óptica.


Diz-me com quem andas: não se deixe rodear de pessoas amargas, pessimistas,
negativas e muito críticas e nervosas. Cuidado: tudo isso pega. Sempre que possível afaste-se de quem o leva para baixo. E, quando for inevitável, prepare-se para ser prático, objetivo e sair fora o mais rápido que puder.


Aproveite o trânsito
: tenha sempre no carro CDs e fitas de músicas, piadas e culturais que o elevem e o tornem uma pessoa melhor.


Faça uso de terapias alternativas: escolha aquela que você sente mais sintonia. Pode ser floral, aromaterapia, fitoterapia, cromoterapia, homeopatia, enfim. Elas podem ser uma excelente ferramenta para acalmá-lo, prepará-lo para chegar mais dentro de você, despertá-lo. Procure saber um pouco antes para fazer sua escolha. Depois procure um bom profissional.


Meditação: existem tantas técnicas. Uma delas será a mais adequada para você. Existem as meditações ativas do Osho, as meditações com os mantras, as meditações budistas, aquelas que trabalham com visualizações. A própria prática da yoga ou tai chi chuan já pode induzi-lo a um estado de meditação. Qualquer que seja a técnica eleita, o espaço será sempre o mesmo: o de você ficar mais presente, mais atento ao que seu coração fala, o universo sinaliza e oferece você, ao aqui e agora, ao presente. Somente neste espaço você poderá tomar decisões lúcidas, conscientes e mais vitoriosas.

Conceição Trucom é:

Conceição Trucom é química, cientista, palestrante e escritora sobre temas voltados para o bem-estar e qualidade de vida.

Reprodução permitida desde que mantida a integridade das informações e citada a autora.

Adquira seus livros, visitando o Site
http://somostodosum.ig.com.br/d.asp?i=22

Email: mctrucom@docelimao.com.br

Etiquetas:

sábado, setembro 08, 2007 

Para pensar e meditar!

"Recorde que desalento nunca auxiliou a ninguém.
Não permita que a dificuldade lhe abra porta ao desânimo porque a dificuldade é o meio de que a vida se vale para melhorar-nos em habilitação e resistência."
André Luiz



Emoticons GRATUITOS para seu e-mail – do IncrediMail! Clique aqui!

domingo, julho 15, 2007 

Canto da Paz


CANTO DA PAZ
Entre nuvens gotas de cristais
Sentimento de indulgência
Harmonia espírito da compreensão
Encontrei paz
princípio da Lei do exercício
Amor ao próximo
compõe substância do ser
Elevo Deus abrasando emoção
Trilha da primavera encontrei rosas
Espinhos transformando em chuva de pétalas
Adentrando consciência
espírito de complacência
Brandura alma da respiração
Natureza força ativa
Amando Criador
Universo de Jesus Pai maior
Aclamou formas rochas ponte da fé
Ar de alegria contemplo
Montanhas árvores animais
Rogo a Deus
Luz da inspiração
Dai-me força proteção
Melancolia desprezo inveja
vingança livrai-me do coração.


LUCIA TRIGUEIRO

Juazeiro do Norte - Ceará
14.07.2007



Animacoes GRATUITOS para seu e-mail – do IncrediMail! Clique aqui!

quarta-feira, julho 04, 2007 

A Sabedoria


A Sabedoria

© Letícia Thompson

Dizem que a idade de uma árvore conta-se pelas marcas que vão se formando no tronco. Conosco não é bem assim. Há pequenos com muito mais marcas na alma que adultos, por que a vida não lhes ofereceu presentes. Há idosos que atravessam os anos e partem, sem que tenham tirado da vida os ensinamentos que ela ofereceu.

Uma pessoa que vive muito não é aquela que chega a uma idade avançada, mas a que aproveita as experiências da vida para seu aprendizado e vai tirando o melhor de cada coisa que encontra pela frente.

A sabedoria não está nas rugas da pele, nem nos cabelos brancos, nem nos anos que passam. Ela não está também nos conhecimentos que já possuímos, mas na sede dos mesmos. Muitas vezes pensamos que sabemos alguma coisa e na realidade não sabemos muito, pois olhamos tudo de maneira superficial, sem ir a fundo, sem ver o outro lado.

Aos 12 anos de idade, Jesus discutia com os doutores da época e aos 33 partiu, deixando todos os ensinamentos necessários a nós.

Não importa a nossa idade, nem nossa condição, estamos aprendendo a cada instante. Os sábios nutrem-se desses aprendizados, colocam-os em prática, fazem uso deles e os repassam. Outros apenas engolem quente, depressa demais, sem sentir o sabor. Isso diferencia muito umas pessoas das outras.

Só o sábio busca compreender, aceita o não, aceita estar errado, pede perdão, perdoa, deixa-se de lado um pouco para ver o lado do outro, mesmo que isso lhe exija sacrifício.

Só o sábio quer ser melhor, não por si, mas para se aproximar ainda mais da perfeição que estava no coração de Deus quando Este fez nascer o homem.

Letícia Thompson

http://www.leticiathompson.net/

segunda-feira, junho 11, 2007 

Amizade virtual



Tudo começou com um simples blá blá blá...
Você na frente de um micro,
E eu, de outro, a teclar...

Palavras descomprometidas,
Como som que faz dançar...
Nos aproximamos, sem muito questionar.

Trocamos palavras de carinho,
Que serviram para um ao outro consolar,
E, como por encanto, muito mais acreditar...

Trocamos palavras audaciosas,
Que nos fizeram descobrir sentimentos escondidos,
A provocar e seduzir,
Como os mistérios da lua no céu, a luzir...

Trocamos palavras engraçadas
Que nos fizeram sorrir,
Como crianças livres que só querem se divertir...

Trocamos palavras de amor,
Carregadas de doçura,
Que nos tocaram o coração,
E nos fizeram sonho e sonhador...

E, entre palavras que vêm e vão,
Aprendemos uma grande lição:
Que nos conhecemos por alguma razão...

Uma cúmplice e doce amizade floresce aos borbotões,
Quando usamos nosso micro como meio de comunicação,
Para deixarmos fluírem todas as nossas emoções...

Anita Garden

Visite o site da autora: www.anitagarden.com




Emoticons GRATUITOS para seu e-mail – do IncrediMail! Clique aqui!

quarta-feira, maio 23, 2007 

Os quatro gigantes da alma


OS QUATRO GIGANTES DA ALMA

Dizem que há na alma dos seres humanos quatro gigantes que acompanham a evolução.

Três destes, colocam obstáculos e apenas um abre as portas.

Os tres gigantes criadores de problemas chamam-se: MEDO, IRA e DEVER

MEDO é um gigante enraizado profundamente que se alimenta da necessidade de preservar a vida ante o perigo, mas que se alia com a imaginação e cria neuroses que podem paralisar completamente a vida de uma pessoa.

IRA é um gigante destrutivo, que se alimenta da reação normal de uma pessoa, ante o MEDO, mas por ser normalmente abafado, e recalcado acaba criando o ódio que é uma raiva em conserva podendo consumir uma pessoa por dentro, até matá-la

DEVER, é um gigante que entulha o caminho das pessoas, com tantas obrigações, podendo esmagá-las, com tantas destas, que acaba produzindo tédio e imobilidade

Quem poderia abrir todas as portas, é o gigante AMOR, mas raramente alguém o utiliza, porque amar, não é algo que acontece do dia para a noite, mas uma dimensão que resulta do esforço para abrir o coração, e entregar ao mundo, o que há de melhor de quem assim se atreva a viver.

Desejo que a cada amanhecer, você tenha sempre o atrevimento, não apenas de viver mais um dia, e sim de fazer feliz o seu dia, fazendo dele, um dia cheio de dignidade, como somente as pessoas especiais sabem fazer.

E para mim, VOCÊ É ESPECIAL
(Viscardi)



Emoticons GRATUITOS para seu e-mail – do IncrediMail! Clique aqui!

quinta-feira, maio 17, 2007 

ESSÊNCIA


ESSÊNCIA
Queira-me pela minha essência
Pela minha alma.

Minha face obscura não
Reflete no espelho.
Veja-me como
Formas eternas imutáveis da realidade
Qualidade inerente ao Ser
símbolo qualitativo

O corpo em que habito não é meu
Os passos que caminho
não me pertence.
Sou árvore floresta
óleo fino aromático
Separada da realidade existencial
Estou além desta matéria.
Tenha-me como pássaro livre.
Sem pés mãos e corpo.
Sou impulso emissor
Sou a lua que ilumina o céu noturno
Lua cheia crescente na quietude
Minguante em decadência do egoísmo
Lua nova renascendo
Longe do mundo profano
Sou o vento que sopra alma.
Sou voz que ecoa no espaço..
Sou caminhante das nuvens.
Liberta de toda carcaça.
Livre como a água do rio
Que corre para o mar.
Um dia minha face verdadeira
chegará a você.
Sou substância
Brisa
Como plasma modelando
Do destino a felicidade
Da vitalidade a ação
Formado de um corpo com essência moral
O casulo ainda não rompeu.
A borboleta ainda não se despontou.
Sou apenas fragmentos...
Queira-me sem rosto
Sem mãos pés.
Queira-me apenas pela essência.
Queira-me toda
Não fragmentos de mim.
Retorno à vida
Flutuando no ar
Com natureza moral
espírito motor
Explodindo em estilhaços
Trazendo Paz e Amor
Um dia
Deparo-me com você.
A redoma limita o amor emanar.
Com força moral espiritual
O amor com Deus tem princípio
Com adesão Universal
A carcaça falsa não permite ser amor.
Onde há mentira
Deturpa viola
Dissimula o verdadeiro sentimento
Deixe-me ser primeiro.
Deixe-me buscar
Minha verdadeira face.
Mas... Hoje habito uma carcaça
Que não é minha.
Dê-me tempo para ser.
Pois hoje flutuo no espaço sem tempo
Mas o que importa é que
Estou renascendo .
Saindo do mundo exterior
Vindo à luz
Com novo alento
Nova vida
Com amor sabedoria
elevação serenidade de espírito
razão e reflexão do entendimento
Tendo complacência
clemência misericórdia
Para aqueles
Que se perderam no caminho.
Zelisa Camargo
Lucia Trigueiro



Emoticons GRATUITOS para seu e-mail – do IncrediMail! Clique aqui!